A Química é a base da vida. Toda matéria encontrada no universo é composta pelos elementos químicos e sua combinação molecular, representada por gases vitais como o oxigênio e a amônia, até estruturas de enorme complexidade como o DNA e as proteínas.

Sua diversidade tem esplendor na natureza e nas inúmeras possibilidades de composição de materiais para as mais diversas aplicações, a exemplo de medicamentos, alimentos, novos materiais, ligas metálicas e energia.

Na 63ª sessão da Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) foi aprovado e proclamado, para 2011, o Ano Internacional da Química, conferindo à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e à União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC) a coordenação das atividades mundiais. O objetivo é a celebração das grandes descobertas e dos últimos avanços científicos e tecnológicos da química.

O Ano Internacional da Química tem como meta promover, em âmbito mundial, o conhecimento e a educação química em todos os níveis. Além da celebração dos inúmeros benefícios da Química para a humanidade, o AIQ tem como meta uma ação mundial sob o slogan CHEMISTRY FOR A BETTER WORLD (Química para um mundo melhor), coordenada pela UNESCO/IUPAC. Seu objetivo principal é a educação, em todos os níveis, e uma reflexão sobre o papel da Química na criação de um mundo sustentável.

O Brasil, através dos órgãos representativos da Química Brasileira, une-se à UNESCO e à IUPAC para celebrar este acontecimento e também para apresentar um conjunto de idéias e ações destinadas à melhoria da educação e da pesquisa em Química no país. O conjunto de ações programadas pela SBQ é também uma maneira de congregar a comunidade de químicos brasileiros e, com isso, poder contribuir ativamente com o Programa Nacional de Ciência e Tecnologia.

Num comunicado de imprensa conjunto, a UNESCO e a União Internacional de Química Pura e Aplicada (International Union of Pure and Applied Chemistry – IUPAC) salientam que o Ano Internacional da Química permitirá celebrar os contributos da química para o bem-estar da Humanidade.
Tendo em atenção a inclusão da celebração na Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014) as actividades a desenvolver durante 2011 deverão dar ênfase à importância da química na sustentabilidade dos recursos naturais.

Segundo Jung-Il Jin, presidente da IUPAC, “o Ano Internacional da Química vai dar um impulso global à ciência química, na qual a nossa vida e o nosso futuro se apoiam. Esperamos conseguir aumentar o conhecimento e apreciação pública pela química, atrair o interesse dos jovens pela ciência, e gerar entusiasmo para um futuro criativo da química.”

Koïchiro Matsuura, Director-Geral da UNESCO, refere que aumentar a apreciação do público pela química é o mais importante, tendo em vista os desafios do desenvolvimento sustentável. “A química tem um papel fundamental no desenvolvimento de energias alternativas e na alimentação da população mundial”, concluiu o director-Geral da UNESCO.

Site Oficial

Resolução 63 Ano Internacional da Química

Introdução e justificativa

A posição do Brasil no Ano Internacional da Química